Última hora

Última hora

Iraque volta a ser soberano e vende petróleo

Em leitura:

Iraque volta a ser soberano e vende petróleo

Tamanho do texto Aa Aa

O Iraque está em festa. Depois de seis anos de guerra marcados por milhares de mortos e humilhação face à presença militar estrangeira, Bagdade recuperou a soberania total sobre o país.

As tropas norte-americanas iniciaram o processo de retirada, foram transferidas para as bases rurais e controlo da segurança passou a ficar a cargo das forças iraquianas. O único pessoal que se mantém são conselheiros e instrutores. Esta terça-feira decorreram as celebrações oficiais e o governo declarou o 30 de Junho como o “Dia da Soberania Nacional. Mas a ausência do exército norte-americano pode fazer regressar a violência em força. Hoje, pelo menos 20 pessoas morreram num atentado à bomba na cidade setentrional de Kirkuk. Igualmente, na capital, quatro soldados perderam a vida face a ferimentos sofridos em combate ontem. Simbolicamente, no mesmo dia em que a retirada militar norte-americana se inicia, a torneira do petróleo iraquiano é aberta aos privados. No total, 31 empresas concorreram pela exploração de apenas 6 dos inúmeros campos petrolíferos iraquianos e dois campos de gás. No entanto, muitas multinacionais estiveram contra certas contrapartidas exigidas pelo governo. Durante o concurso levado a cabo esta tarde 2 reservatórios de petroleo e de gás ficaram sem pretendentes face à elevada fasquia financeira exigida por Bagdade. O consórcio da britânica BP com a chinesa CNPC conseguiu a concessão por vinte anos sobre o campo petrolífero de Rumaila, o maior em exploração no país, depois da parceria entre a norte-americana Exxon Mobil e a malaia Petronas se ter afastado.