Última hora

Última hora

Suécia assume presidência rotativa da União

Em leitura:

Suécia assume presidência rotativa da União

Tamanho do texto Aa Aa

Anuncia-se um semestre de rigor escandinavo, para a União Europeia. Foi na câmara municipal de Estocolmo que o primeiro-ministro sueco, Fredrik Reinfeldt, recebeu a Comissão Europeia. A visita do executivo europeu foi o pontapé de saída para o semestre presidencial da Suécia, que hoje se inicia.

Uma presidência marcada pelas importantes mudanças institucionais que se impõem – a começar pelo novo Parlamento e pela nova Comissão, e pela eventual ratificação do Tratado de Lisboa pela Irlanda. Durão Barroso aproveitou a conferência de imprensa para se congratular com a luz verde do Tribunal Constitucional alemão, ao Tratado de Lisboa. “Mais um obstáculo foi assim ultrapassado”, afirmou o presidente da Comissão Europeia, que sublinhou a necessidade de “uma União dotada de instituições forte, de forma a poder trabalhar em força para o bem da Europa”. O bem da Europa que passa pelo combate ao desemprego, nesta época de crise, e pela luta contra as mudanças climáticas. Estes são, aliás, os dois grandes objectivos estabelecidos pela Suécia para o semestre que agora começa. Mais abaixo, na lista das prioridades, estão também o reforço da cooperação judicial e o avanço da adesão da Turquia à União Europeia.