Última hora

Última hora

Itália legisla contra imigração ilegal

Em leitura:

Itália legisla contra imigração ilegal

Tamanho do texto Aa Aa

A Itália adoptou definitivamente uma lei controversa contra a imigração, defendida por Sílvio Berlusconi. A imigração clandestina passa a ser um delito.

O Senado, depois da Câmara dos Deputados em Maio, adoptou o projecto, com algumas disposições já em vigor, por 157 votos a favor e 124 contra. A oposição critica: “É uma medida para combater a ineficácia das rondas de vigilância durante a noite, não resolve o problema da imigração ilegal e subtrai recursos para a aplicação da lei e de uma justiça paralisada”. Frederico Bricolo explica bem a posição da Liga do Norte: “Depois de bloquearmos a chegada dos clandestinos às nossas costas, rejeitando-os, passámos a cuidar das pessoas que vivem no nosso solo, da criminalidade, do tráfico de drogas e da exploração da prostituição…a essas pessoas não queremos cá. “. Nos termos da lei, os imigrantes ilegais podem ser punidos com multas de entre 5.000 e 10.000 euros. Além disso, funcionários públicos e empregados “estão obrigados” a apresentar um relatório de imigrantes ilegais. A detenção dos imigrantes ilegais em centros do Estado italiano pode prolongar-se até seis meses para possibilitar a identificação e expulsão para o país de origem. Os senhorios de imigrantes em situação ilegal arriscam uma pena de três anos de prisão. As vigilâncias de bairro contra clandestinos foram legalizadas.