Última hora

Última hora

Novo ministro francês da Agricultura não é contra o fim das quotas de leite

Em leitura:

Novo ministro francês da Agricultura não é contra o fim das quotas de leite

Tamanho do texto Aa Aa

O recém-nomeado ministro francês da Agricultura foi recebido em Bruxelas, por Durão Barroso. Bruno Le Maire pede soluções para os produtores de leite, e ao mesmo tempo afirma que “a agricultura é um sector demasiado estratégico para ser deixado à mercê das forças do mercado”.

Tendo em conta as negociações sobre o futuro da PAC, França e Alemanha prepararam um carta conjunta, na qual pedem, à Comissão Europeia, novas formas de de regulação do sector. Com a crise do leite a pautar a actualidade agrícola, o ministro francês sublinhou que a prioridade é aliviar a “tesouraria dos produtores”. Le Maire quer regular a produção para assegurar rendimentos estáveis aos produtores. Mas contrariamente ao seu predecessor – e aos próprios produtores de leite -, o novo ministro francês da tutela não vê inconveniente no aumento das quotas leiteiras. Os produtores, esses, acusam o aumento das quotas de provocar uma sobreprodução, e consequentemente, uma baixa dos preços. França e Alemanha propõem uma grande reflexão sobre as reais causas da queda dos preços na produção e sobre o recurso a outras ferramentas. Concretamente, pedem a continuaçõs dos preços de “intervenção” e uma revalorização das subvenções à exportação.