Última hora

Última hora

Honduras: Confrontos entre militares e apoiantes de Zelaya causam dois mortos

Em leitura:

Honduras: Confrontos entre militares e apoiantes de Zelaya causam dois mortos

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente deposto das Honduras renuncia, para já, a regressar ao país. O dia de Domingo ficou marcado por uma tentativa falhada de aterrar na capital e pela morte de dois manifestantes.

As novas autoridades hondurenhas não autorizaram o regresso de Manuel Zelaya. O avião que transportava o presidente no exílio deu meia volta e seguiu em direcção a Manáguas e depois Salvador. Os militares ocuparam a pista do aeroporto e reprimiram uma manifestação de apoiantes de Zelaya. Segundo um responsável da polícia, os soldados dispararam quando os manifestantes tentaram invadir as pistas de aterragem do aeroporto de Tegucigalpa. Além das duas vítimas mortais, os confrontos causaram ferimentos em duas pessoas. Cerca de trinta mil pessoas aguardavam o regresso do presidente deposto num voo proveniente de Washington. O aeroporto encontrava-se protegido por centenas de tropas.