Última hora

Última hora

Ministros das Finanças pedem continuação das medidas anti-crise

Em leitura:

Ministros das Finanças pedem continuação das medidas anti-crise

Tamanho do texto Aa Aa

As medidas de estímulo contra a crise económica devem continuar e é ainda cedo demais para revertê-las. Foi a mensagem deixada esta terça-feira pelos ministros das Finanças dos 27 Estados-membros da União Europeia.

O comissário europeu para a Economia Joaquín Almunia e os ministos concordaram, nesta reunião em Bruxelas, que as medidas precisam de continuar e a crise vai durar pelo menos até ao fim deste ano. “Vamos ter discussões sobre a saída desta recessão, sobre a fiscalidade do sector financeiro e também um debate para preparar a revisão da estratégia de Lisboa, porque precisamos de acompanhar estas estratégias de um ponto de vista macro-económico”, disse Almunia. A estratégia dos ministros dos Vinte e Sete está em linha com as previsões da OCDE, segundo as quais a Eurozona vai ter uma contracção económica de 4,8% este ano e um crescimento muito ligeiro no próximo ano.