Última hora

Última hora

Bruxelas quer mais medicamentos genéricos

Em leitura:

Bruxelas quer mais medicamentos genéricos

Tamanho do texto Aa Aa

Os genéricos avançam mais lentamente do que Bruxelas queria e a culpa, muitas vezes, é das empresas de medicamentos originais. Este é o resultado do inquérito levado a cabo por Bruxelas.

A Comissão Europeia estima que, entre 2000 e 2007, em 17 Estados membros, os consumidores tiveram de esperar mais de sete meses, após a expiração das patentes, para ter acesso aos respectivos genéricos. Resultado: um aumento de 20% nas despesas de saúde. Bruxelas já lançou as primeiras investigações, pois estima que certas práticas das faramcêuticas e das produtoras de genéricos são contrárias às regras da concorrência, ao provocarem o atraso da entrada dos genéricos no mercado. A Comissão apela também aos Estados membros para que promovam a utilização generalizada de genéricos.