Última hora

Última hora

Washington e Seul vítimas de um ciberataque

Em leitura:

Washington e Seul vítimas de um ciberataque

Tamanho do texto Aa Aa

Desde o dia 5 de Julho que os Estados Unidos e a Coreia do Sul são alvo de um ciberataque a larga escala.

Segundo Washington vários sítios na rede como as páginas do Pentágono, da Casa Branca, do Departamento de Estado ou da Bolsa de Nova Iorque foram atingidos pelo ataque, que não terá provocado danos de maior. A origem da acção proveniente de mais de 50 mil computadores em todo o planeta, permanece incerta. Para um especialista em segurança informática, “a situação é rara por ser tão eficaz, em geral este tipo de ataques é controlado ao final de algumas horas. Mas neste caso prossegue há vários dias e sobre organizações precisas como as agências do governo norte-americano”. Na Coreia do Sul, o ciberataque bloqueou as páginas na Internet da presidência e o ministério da Defesa do país. Seul não hesita em apontar culpas à Coreia do Norte num momento em que a tensão está ao rubro entre os dois países vizinhos. Os especialistas consideram que a acusação trata-se de pura especulação. Países como o Irão, a Rússia, Israel e Estados Unidos têm investido nos últimos anos em tecnologias de ciberguerra.