Última hora

Última hora

Arias medeia crise hondurenha

Em leitura:

Arias medeia crise hondurenha

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Costa Rica, Oscar Arias, propõe-se encontrar uma solução negociada para a crise das Honduras.

Tanto o presidente deposto, Manuel Zelaya, como o lider do golpe, Roberto Micheletti, mantêm posições, para já, irreconciliáveis. Oscar Arias tem a esperança de um frente-a-frente que os aproxime. Manuel Zelaya quer regressar e reassumir a presidência: “Nós acreditamos que estamos alinhados com a posição das Honduras, para o restabelecimento da lei, para o restabelecimento da democracia e para o restabelecimento , como pretende a Organização dos Estados Americanos e a ONU, da legitimidade do presidente eleito pelo povo, que sou eu”. Em oposição frontal, está o lider dos golpistas. Robertio Micheletti acusa Zelaya de pretender alterar a constituição, para se perpetuar no poder. E diz que ele só pode voltar, para ser apresentado à justiça: “O ponto que queremos realçar é que o antigo presidente Zelaya não pode regressar, a menos que que se apresente à justiça. Como eu disse ao presidente Arias, isto não foi um golpe de estado. Foi uma sucessão constitucional”. Manuel Zelaya mantém um indiscutível apoio popular e as manifestações, pedindo o seu regresso, repetem-se diariamente, por todo o país. Uma sondagem publicada nas Honduras diz que 41 por cento dos hondurenhos quer o regresso de Zelaya e 28 por cento, opoem-se. Os dois homens ainda não se encontraram, nem isso está previsto, apesar das esperança do mediador, Oscar Arias.