Última hora

Última hora

Estados membros revêem em baixa orçamento comunitário para 2010

Em leitura:

Estados membros revêem em baixa orçamento comunitário para 2010

Tamanho do texto Aa Aa

Apertar o cinto é preciso, e o orçamento comunitário para 2010 não foge à regra. No primeiro esboço, os ministros da União decidiram cortar quase dois mil milhões de euros, sobretudo na ajuda externa, agricultura e despesas administrativas.

Hans Lindblad, ministro da Finanças da Suécia, país que assume a presidência rotativa da União, garante que “este projecto de orçamento é disciplinado. Inclui aumentos substanciais em Investigação e Desenvolvimento, tem a ambição de impulsionar a competitividade e a inovação e estimula a coesão europeia.” A reunião, em Bruxelas, não mobilizou os ministros. As negociações a sério só começam em Novembro, pelo que nem metade dos 27 ministros estava presente. A Comissão Europeia propôs despesas de 122 mil milhões de euros, que os Estados membros reduzem para 120. Mas o Parlamento Europeu também tem uma palavra a dizer.