Última hora

Última hora

mundo promete milhares de milhões para África

Em leitura:

mundo promete milhares de milhões para África

Tamanho do texto Aa Aa

O momento da cimeira foi protagonizado entre Barak Obama e Mohamad Kaddafi. Um aperto de mão que fica para a história.

Os líderes dos Estados Unidos e Líbia encontraram-se pela primeira vez na cimeira do G8, que acabou esta sexta-feira. Três dias de reuniões entre o G8, o G5 e os países africanos, não foram um desperdício de tempo. Apesar de o progresso em relação à redução de emissões de gases com efeito de estufa ter sido escasso, acordou-se que um plano concreto tem de ser apresentado na cimeira do ambiente de Copenhaga, no final do ano. Os alertas lançados pelos cientistas sobre as consequências devastadoras do aquecimento global encontraram eco em l´Aquila. Passos mais importantes foram dados com o anúncio de 20 mil milhões de dólares norte-americanos em ajuda para os países pobres, nomeadamente africanos. África necessita de desenvolver a sua produção agrícola de forma a tornar-se autonóma em termos alimentares. Mas a ajuda anunciada não chega para calar os estados africanos que esperam dos países ricos as ajudas prometidas. Este ponto foi abordado e sublinhado na cimeira por Angola, Argélia, Egipto, Etiópia, Líbia, Nigéria, Senegal, África do Sul e União Africana. Os países ricos concordaram em ampliar o acesso à água e higiene em África sob o signo da responsabilidade social.