Última hora

Última hora

Líder do gangue que assassinou um jovem judeu em França condenado a prisão perpétua

Em leitura:

Líder do gangue que assassinou um jovem judeu em França condenado a prisão perpétua

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal de Paris condenou a penas de seis meses à prisão perpétua 25 elementos do “Gangue dos Bárbaros”, responsável pelo sequestro e morte de um jovem judeu em 2006, reconhecendo o carácter antissemita do crime.

O líder do gangue, Yussuf Fofana, natural da Costa do Marfim, recebeu a pena máxima, que prevê 22 anos de prisão efectiva. Fofana admitiu ter desferido os golpes fatais sobre Ilan Halimi, de 23 anos, encontrado às portas da morte em Fevereiro de 2006. Os principais cúmplices do crime receberam penas de 15 e 18 anos de prisão, enquanto a jovem que serviu de isco para sequestrar Halimi foi condenada a nove anos de cadeia. O tribunal absolveu dois dos 27 réus. Os advogados de defesa apoiam o veredicto, mas a acusação pretendia penas mais elevadas para os cúmplices de Fofana e já fez saber que vai interpor recurso junto da ministra francesa da Justiça.