Última hora

Última hora

Mogadíscio a ferro e fogo

Em leitura:

Mogadíscio a ferro e fogo

Tamanho do texto Aa Aa

Os combates entre as forças governamentais e as milícias radicais Shabab na capital da Somália fizeram perto de cinquenta mortos só este domingo.

Os radicais tomaram posições perto do palácio presidencial o que levou as tropas da União Africana a intervir ao lado das forças governamentais. Os soldados do Uganda e do Burundi apenas têm mandato para se defenderem mas podem atacar se os seus postos junto ao palácio presidencial, ao aeroporto e às docas marítimas estiverem perigo. Na Somália trava-se uma guerra que ninguém pode vencer. O país está dividido em diversas facções: o governo islâmico moderado, as milícias radicais Shabab, os clérigos Sufi que controlam partes do centro do país e dois governos autónomos no norte da Somália. Enquanto o Ocidente e a ONU apostam no governo islâmico moderado, as milícias Shabab são apoiados por djihadistas do mundo inteiro. A Somália é a nova frente da guerra contra a Al-Qaida.