Última hora

Última hora

Negociações explosivas numa fábrica francesa

Em leitura:

Negociações explosivas numa fábrica francesa

Tamanho do texto Aa Aa

Os operários de uma fábrica de equipamento automóvel no centro de França ameaçam fazer explodir as instalações.

Um acto desesperado ao final de semanas de protestos para exigir indemnizações depois da empresa ter sido colocada sob liquidação judicial. Os trabalhadores reclamam 30 mil euros aos principais clientes da fábrica, a Renault e a Citroen. Um operário mostra uma das máquinas queimadas nos últimos dias: “foi um acto simbólico para mostrar a nossa revolta face à forma como fomos abandonados”. Os sindicatos reunem-se amanhã em Paris com a direcção da Renault para negociar um entendimento, depois de se terem deslocado na semana passada à sede da Citroen. Um operário lembra que passou grande parte da sua vida nesta fábrica, “era como uma segunda casa, e esta situação doi-me muito”. Os trezentos trabalhadores ameaçam fazer explodir a fábrica se não chegarem a um acordo até ao final de Julho. No interior das instalações mantêm sequestrados milhares de euros em mercadoria e máquinas, que deverão ser recuperadas pela Renault. A fábrica localizada em Chatellerault tinha declarado falência em Abril, um ano e meio depois de ter sido adquirida por uma empresa italiana, a Zen, que agora parece incapaz de tranquilizar os operários.