Última hora

Última hora

Polícia chinesa mata duas pessoas em Urumqi

Em leitura:

Polícia chinesa mata duas pessoas em Urumqi

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia chinesa matou duas pessoas no bairro muçulmano de Urumqi.

As duas vítimas mortais são uígures e, segundo as autoridades, foram neutralizadas quando atacavam uma terceira pessoa. Há uma semana a capital da província chinesa de Xinjiang foi palco de confrontos étnicos entre a minoria muçulmana uígur e a etnia maioritária chinesa, os Han. O governo chinês enviou milhares de membros das forças da ordem para a região. Apesar do reforço da segurança, a situação continua tensa. Segundo um balança oficial, a violência nas ruas fez 186 mortos. 1680 pessoas ficaram feridas. 74 estão em estado crítico. Pequim responsabiliza o Congresso Mundial Uígur, dirigido por Rebiya Kadeer que se encontra no exílio nos Estados Unidos. Por seu turno, a dissidência uígur alega que os confrontos começaram após a repressão pela polícia de uma manifestação pacífica de uígures e afirma que o número de mortos é muito superior ao registo oficial.