Última hora

Última hora

Erro profissional mata bebé em Espanha

Em leitura:

Erro profissional mata bebé em Espanha

Tamanho do texto Aa Aa

É grande a comoção em Espanha, após o anúncio da morte do pequeno Ráyan.

O bebé, salvo no dia 29 de Junho por cesariana antes da morte da mãe afectada pelo vírus H1N1, acabou por morrer no hospital vítima de erro profissional. Um terrível erro assumido publicamente pelo director do Hospital Gregorio Maranon, de Madrid: “Admitimos que é uma gravissima negligência, não desculpável nem para a direcção nem para o resto do pessoal”. Segundo as primeiras investigações, o bebé, que se encontrava em coma, terá sucumbido após lhe ter sido administrada a alimentação por via intravenosa, em vez de nasogástrica. Um erro cometido por uma enfermeira com 19 meses de experiência, mas que trabalhava pela primeira vez no serviço de neonatologia. O pequeno Ráyan sobreviveu 13 dias à mãe e será sepultado junto dela na localidade de Mdiq em Marrocos. O hospital anunciou a abertura de um inquérito para apurar as circunstâncias em que ocorreu o erro.