Última hora

Última hora

Eurodeputado polaco pode fazer história

Em leitura:

Eurodeputado polaco pode fazer história

Tamanho do texto Aa Aa

O recém eleito Parlamento Europeu dá, hoje, o pontapé de saída a mais um mandato de cinco anos.

Estrasburgo acolhe a primeira sessão inaugural da instituição, um dia depois de assinalar os trinta anos de eleições por sufrágio universal directo. Uma cerimónia marcada pelo hastear das bandeiras do Vinte e Sete e por um concerto aberto ao público. O evento contou com a presença de Hans-Gert Poettering, o até agora presidente do Parlamento Europeu, que se prepara para passar o testemunho a Jerzy Busek. O polaco deve ser, hoje, eleito tornando-se, assim, no primeiro eurodeputado do leste a assumir o cargo. Os populares europeus continuam a ser o maior grupo do novo hemiciclo tal como aconteceu na anterior legislatura. O PSE mantém a segunda maior bancada, mas com outra designação. O extinto Partido Socialista Europeu dá, agora, lugar à Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas. Os partidos conservadores membros do PPE são a principal base de apoio de Durão Barroso, o único candidato assumido à liderança da Comissão Europeia. A recondução ao cargo está, no entanto, dependente da maioria dos votos da Eurocâmara que se prepara para adiar a decisão até Setembro, numa altura em que os socialistas e os verdes prometem dificultar a permanência de Barroso em Bruxelas.