Última hora

Última hora

Ex-presidente liberiano clama inocência

Em leitura:

Ex-presidente liberiano clama inocência

Tamanho do texto Aa Aa

O ex-presidente da Libéria, Charles Taylor, que está a ser julgado na Holanda, afirma não ser culpado de nenhum dos crimes de que é acusado.

Charles Taylor está a ser julgado por 11 crimes de guerra e contra a humanidade, incluindo assassinatos, violência sexual e física, recrutamento forçado de crianças soldado, raptos e ataques ao pessoal da ONU. Por seu lado Taylor garante que não instigou a crimes durante as guerras que devastaram tanto a Libéria como a Serra Leoa. Em tribunal, questionado pela defesa, o ex-presidente garantiu que, durante a sua vida, fez aquilo que considerou correcto, no interesse da justiça e diz que são falsas e maliciosas as acusações que lhe são feitas. Taylor foi presidente da Libéria de 1997 a 2003. Na guerra civil liberiana da década de 90, altura em que morreram mais de cento e vinte mil pessoas, foi um líder militar proeminente.