Última hora

Última hora

Partido Democrata recusa candidatura de Beppe Grillo

Em leitura:

Partido Democrata recusa candidatura de Beppe Grillo

Tamanho do texto Aa Aa

O comediante italiano Beppe Grillo queria ser líder do Partido Democrata mas a esquerda não está para brincadeiras.

Beppe Grillo anunciou, na passada segunda-feira a vontade de se candidatar mesmo não estando ainda inscrito no partido. Diz que não é de esquerda nem de direita mas acredita que há um vazio à esquerda desde a morte de Enrico Berlinguer, o falecido secretário-geral dos comunistas. O PD vê a candidatura como provocadora. Pierluigi Bersani, ex-ministro de Romano Prodi e membro desta força, afirma que um partido não é um autocarro que se apanha só para dar um passeio. Considerado o Michael Moore italiano, pela crítica mordaz às questões sociais e políticas internas, Beppe Grillo é um dos humoristas mais conceituados em Itália. Em finais de 2007, Grillo, assumiu-se como anti-político e travou um combate para aquilo a que chamou de limpar o parlamento. Nessa altura apresentou um projecto lei para proibir os candidatos condenados em primeira instância de se apresentarem às legislativas e para limitar para dois o número de mandatos dos deputados.