Última hora

Última hora

Grã-Bretanha e Itália de luto

Em leitura:

Grã-Bretanha e Itália de luto

Tamanho do texto Aa Aa

Os corpos dos oito soldados britânicos mortos no Afeganistão chegaram, esta terça-feira, ao sudoeste de Inglaterra.

Os militares que perderam a vida em apenas 24 horas na província de Helmand, no sul do país, representam a maior perda para as forças britânicas desde 2001. Ontem, milhares de pessoas saíram à rua para prestar homenagem ao soldados, três deles com apenas 18 anos. Uma cerimónia onde não faltaram os familiares e amigos. Uma mulher afirma “não podíamos perder isto por nada no mundo. Era o mínimo que podiamos fazer depois de tudo aquilo que ele fez por nós, pelos amigos e pela família.” Para um cidadão inglês “representar o país é um motivo de orgulho” De luto está também a Itália. O ataque a uma patrulha no oeste do Afeganistão provocou um morto e três feridos. Desde 2004 já morreram no país 14 soldados transalpinos. De acordo com o responsável do Estado-Maior italiano, os militares feridos estão fora de perigo. A Itália que faz parte do Quadro da Força Internacional da NATO no país conta com mais de 3000 soldados no território.