Última hora

Última hora

Trabalhadores franceses da Nortel voltam a negociar com a administração

Em leitura:

Trabalhadores franceses da Nortel voltam a negociar com a administração

Tamanho do texto Aa Aa

Mantém-se o braço de ferro entre os trabalhadores franceses da Nortel e a administração da empresa canadiana de telecomunicações.

Num gesto de boa vontade os assalariados retiraram as botijas de gás que ameaçavam fazer explodir na fábrica de Ivelynes, nas imediações de Paris. Mesmo depois de as negociações sobre futuras indemnizações terem voltado a um impasse. “Nós não fomos ouvidos e queremos avançar de forma inteligente nestas conversações. Estamos a tentar sair desta crise, e na verdade acreditamos que durante o fim-de-semana estivemos a ser levados. Começámos as negociações na sexta-feira à noite com uma reunião marcada para domingo de manhã que nunca chegou a acontecer”, afirmou Christian Berenach do sindicato CFCT. Esta é a segunda vez em menos de uma semana que trabalhadores ameaçam fazer explodir uma fábrica. No domingo, os trabalhadores da fabricante de peças para automóvel New Fabris fizeram uma ameaça semelhante. Os trabalhadores do falido grupo francês exigiam receber compensações até ao fim de Julho e tinham igualmente colocado botijas prontas a explodir caso não obtivessem uma resposta. As ameaças arriscam tornar-se uma forma de pressão a adoptar por mais sindicatos franceses.