Última hora

Última hora

Acidente aéreo no Irão pode ter sido causado por incêndio num reactor

Em leitura:

Acidente aéreo no Irão pode ter sido causado por incêndio num reactor

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades iranianas tentam apurar as causas do mais grave acidente aéreo registado no país.

Um Tupolev 154 de fabrico russo despenhou-se na manhã de quarta-feira no Norte do Irão com 168 pessoas a bordo, dezasseis minutos após descolar do aeroporto de Teerão. O avião da companhia Caspian Airlines efectuava a ligação entre a capital iraniana e a capital arménia, Erevan, quando um incêndio terá deflagrado num dos reactores do aparelho. Segundo as autoridades aéreas o piloto teria tentado realizar uma aterragem de emergência numa zona agrícola, antes da colisão, a 150 km a Norte de Teerão. As equipas de resgate tentam nas últimas horas recuperar os restos mortais dos passageiros, parte dos quais iranianos de origem arménia. O acidente é o terceiro a ocorrer no país com aviões Tupolev de fabrico russo, revelando uma vez mais uma frota aérea em estado calamitoso responsável por diversos acidentes mortais nos últimos dez anos. As sanções comerciais impostas ao país pelos Estados Unidos desde os anos oitenta impedem Teerão de adquirir aparelhos ou peças sobresselentes de fabrico norte-americano e europeu.