Última hora

Última hora

Durão Barroso continua na corda bamba

Em leitura:

Durão Barroso continua na corda bamba

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento Europeu não consegue chegar a acordo sobre a data da eleição de Durão Barroso. Na conferências de presidentes, os chefes dos grupos não conseguiram decidir se colocam ou não a recondução de Barroso na ordem de trabalhos da sessão de Setembro. A decisão final está marcada para 10 de Setembro.

Os socialista europeus seguem a linha dos verdes, e preferem esperar pelo resultado do referendo irlandês ao Tratado de Lisboa, agendado para 2 de Outubro. “O candidato oficial do Conselho pode fazer uma proposta em Setembro. Pode fazer um discurso e podemos organizar um debate. Depois, Durão Barroso pode, talvez, trabalhar o seu programa e, depois disso, se uma decisão for tomada em Outubro, é tomada em Outubro. Isso não significa que seja uma sim ou um não. É apenas o procedimento. Não estamos prontos para votar em Setembro”, afirma Hannes Swoboda, vice-presidente da bancada socialista. Com a eventual entrada em vigor do Tratado de Lisboa, a eleição de Barroso complica-se. É precisa, não a maioria dos eurodeputados presentes, mas a maioria dos votos de todos os deputados inscritos no hemiciclo. Os populares, o partido de Durão Barroso, pressionam: ameaçam os socialistas de pôr fim ao acordo sobre a partilha da presidência do Parlamento.