Última hora

Em leitura:

Sistema de asilo europeu debatido pelos 27


Mundo

Sistema de asilo europeu debatido pelos 27

Os ministros do Interior da União Europeia estão de acordo de que é preciso partilhar o fardo da emigração ilegal.

Reunidos em Estocolmo, na Suécia, debateram, entre outros assuntos, a criação de um sistema europeu de asilo. “O dever de asilo é exercido para pessoa em risco de ser perseguidas ou violentadas. Mas, muito sinceramente, qualquer que seja o caso, acho que a Europa, com todo o seu passado, deve acolher todos os que são efectivamente perseguidos”, diz o vice-presidente da comissão Europeia, Jacques Barrot. O fluxo massivo de emigrantes ilegais causa uma grande pressão nos países limítrofes da União, principalmente os do mediterrâneo. A Grécia é uma dessas nações. O ministro do Interior helénico salienta que os problemas regionais devem ter uma abordagem europeia. “Os problemas da Grécia, são problemas europeus e não apenas problemas gregos. E um desses problemas é a imigração ilegal porque as fronteiras europeias não estão guardadas como deve ser. As fronteiras da Grécia são as fronteiras da União Europeia”, afirmou Prokopios Pavlopoulos. Na cimeira ficou também definida a ideia de que é preciso fortalecer a agência de controlo fronteiriço – a Frontex. De acordo com a ONU, só no ano passado, mais de 67 mil imigrantes ilegais tentaram entrar na União através do mediterrâneo.