Última hora

Última hora

Croácia aprova nova lei de reprodução assistida

Em leitura:

Croácia aprova nova lei de reprodução assistida

Tamanho do texto Aa Aa

O Parlamento croata adoptou uma nova lei de reprodução medicamente assistida, criticada pela oposição de esquerda como um regresso à idade média.

O texto, aprovado em segunda leitura com os votos da maioria conservadora, impede a congelação de embriões, permitida pela anterior lei, limitando o recurso à fecundação in vitro a casais unidos pelo matrimónio ou juntos há mais de três anos. Os deputados da oposição social-democrata que votaram contra a lei, abandonaram o hemiciclo depois da aprovação do texto, que consideram retrógrado e discriminatório. O ministro da saúde defendeu a nova legislação, afirmando que aumenta o controlo sobre os laboratórios, evocando o desaparecimento de uma centena de embriões nas últimas décadas. A anterior lei sobre reprodução medicamente assistida tinha permitido o nascimento de mais de 15 mil bebés nos últimos trinta anos, num país que conta com 4,4 milhões de habitantes.