Última hora

Em leitura:

Suicidas de Jacarta eram militantes islamitas


Indonésia

Suicidas de Jacarta eram militantes islamitas

A polícia indonésia identificou os dois suicidas autores do duplo atentado aos hotéis de Jacarta.

Os dois homens eram membros da Jemaah Islamiyah, a rede islamita que luta para fundar um estado islâmico no sudeste asiático e é acusada de vários atentados mortíferos. Os ataques de sexta-feira na capital indonésia resultaram na morte de 9 pessoas, incluindo cinco estrangeiros cujas famílias foram chamadas para identificar os corpos. As autoridades indonésias garantem que os ataques contra o Marriott e o Ritz Carlton têm a marca inequívoca dos radicais islâmicos. Os engenhos explosivos utilizados em Jacarta tinham características semelhantes ao material encontrado recentemente em Cilacap, na ilha de Java, num local que a polícia acredita ter servido de esconderijo a Noordin Top. O fugitivo malaio é um dos alegados cérebros dos atentados da organização alegadamente liderada por Abou Bakar Bachir. A Jemaah Islamiyah é suspeita de ter cometido diversos ataques contra hotéis e embaixadas na Indonésia ao longo de mais de uma década, incluindo os atentados bombistas de Bali em 2002 e 2005.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Concerto para festejar Mandela