Última hora

Última hora

Diálogo nas Honduras esgotou-se

Em leitura:

Diálogo nas Honduras esgotou-se

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente deposto das Honduras apelou à insurrecção, ao endurecimento das medidas da comunidade internacional contra o Governo de Roberto Micheletti e indicou o próximo fim de semanda como a data para o seu regresso ao país.

A segunda ronda de diálogo para resolver a crise política nas Honduras fracassou. Os delegados que este fim de semana se reuniram para desbloquear a crise constitucional acabaram por dar a má notícia à porta da resdiência do mediador e prémio Nobel da Paz, Oscar Arias. A eventual restituição de Manuel Zelaya ao poder foi o ponto que provocou o total desacordo entre o presidente deposto e o governo de facto de Roberto Micheletti. Os analistas temem que a ausência de diálogo provoque o regresso das armas à rua e cause uma crise nacional em que sangue vai ser derramado. Os Estados Unidos já pediram a Zelaya para manter-se no exílio e não tentar regressar às Honduras. O deposto presidente mantém a vontade de retomar o poder e pede ajuda à comunidade internacional.