Última hora

Última hora

Zelaya apela à "insurreição"

Em leitura:

Zelaya apela à "insurreição"

Tamanho do texto Aa Aa

O fracasso negocial nas Honduras pode arrastar o país para uma guerra civil, numa altura em que o presidente desposto apela à “insurreição”. Manuel Zelaya considerou ontem à noite que está “esgotado” o diálogo que nos últimos dias visou resolver a crise gerada pelo golpe de Estado e anunciou o início da insurreição.

Numa conferência de imprensa na Embaixada das Honduras na capital da Nicarágua, Manuel Zelaya apelou à comunidade internacional para que endureça as medidas contra o governo de Roberto Micheletti que foi empossado após o golpe militar e denuncia que o poder instalado “não respeita ninguém”. Manuel Zelaya anunciou a organização de uma “frente interna” dos seus apoiantes nas Honduras, os quais já prometeram a intensificação das acções de protesto e greves. O presidente da Costa Rica, Oscar Arias, mediador do conflito, apresentou no sábado às partes uma proposta para ultrapassar a crise, que incluía o regresso de Zelaya como presidente interino até Janeiro.