Última hora

Última hora

Biden deixa Kiev e segue para Tblissi

Em leitura:

Biden deixa Kiev e segue para Tblissi

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos apoiam as aspirações da Ucrânia a integrar a NATO.

A mensagem foi transmitida pelo vice-presidente norte-americano durante a primeira visita à antiga república soviética. Indiferente à posição russa, Joe Biden sublinhou aproximação que a Moscovo não vai ser feita à custa de Kiev. Mas a segurança interna é apenas um dos problemas com que se depara o país liderado por Viktor Iuchtchenko. As crises financeira e política estão no topo de agenda. Em Janeiro de 2010 os ucranianos elegem o novo Presidente. O antigo primeiro-ministro, Victor Ianukovitch, lidera nas intenções de voto, seguido pela actual chefe de Governo, Iulia Timochenko. O actual chefe de Estado não deverá conseguir mais de 3% dos votos. Esta quarta-feira, Biden é esperado na Geórgia. As relações entre a antiga república soviética e a Rússia continuam tensas, após a guerra de 2008. Na véspera da chegada do vice-presidente norte-americano a Tblissi, o governo georgiano admitiu poder vir a participar na missão de observação da União Europeia em redor das províncias separatistas da Abcásia e da Ossétia do Sul.