Última hora

Última hora

Visita histórica de Moratinos a Gibraltar

Em leitura:

Visita histórica de Moratinos a Gibraltar

Tamanho do texto Aa Aa

Um aperto de mão simbólico, que não deixa adivinhar soluções para o futuro de Gibraltar.

O ministro espanhol dos Negócios Estrangeiros encontrou-se, no rochedo, com o seu homólogo britânico e o representante da coroa britânica no território. Mas a visita de Miguel Angel Moratinos – a primeira de um governante espanhol ao território nos últimos três séculos – não significa que a Espanha tenha abandonado a luta pela soberania de Gibraltar. Moratinos afirmou que “o encontro é um fórum de diálogo e cooperação e não um fórum para abordar a soberania de Gibraltar. Os britânicos conhecem bem a posição de Espanha que nunca renunciará a recuperar a soberania de Gibraltar” David Miliband foi mais evasivo, afirmando que “o governo britânico está determinado a participar num processo que traga mais vantagens para o povo de Gibraltar e para o povo de Espanha”. Evitada foi também a questão do domínio sobre as águas que rodeiam o rochedo. A Espanha quer incluí-las no espaço protegido pela União Europeia, mas o assunto está longe de ser pacífico. O encontro serviu, no entanto, para ampliar compromissos em áreas como a cooperação fiscal e financeira, a luta contra o crime organizado, as comunicações marítimas e a educação. Gibraltar é um território no sul da Península Ibérica, cedido pela Espanha à coroa britânica, pelo Tratado de Utrecht, em 1713.