Última hora

Última hora

Washington ãpoia Tbilissi apesar de laços com Moscovo

Em leitura:

Washington ãpoia Tbilissi apesar de laços com Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos reiteram o apoio à Geórgia através da ida do vice-presidente Joe Biden a Tbilissi. Biden, que se encontra na região para um périplo diplomático de forma a consolidar o apoio dos norte-americanos às antigas repúblicas soviéticas, fez questão de sublinhar que a independência da Geórgia é do interesse de Washington.
 
Para o presidente georgiano, Mikhail Saakashvili: “A nossa escolha é irreversível. Decidimos juntar-nos ao mundo, à Europa, à NATO, com o apoio da população, demonstrado num referendo, e nada vai mudar este curso.”
 
Joe Biden demonstrou confiança no futuro do país e garantiu o apoio norte-americano.
 
O vice-presidente norte-americano ajudou Saakashvili a empreender reformas democráticas no país e deixou também claro que a aproximação de Washington a Moscovo não vai criar fendas na relação com Tbilissi.
A oposição georgiana acusa do presidente de monopolizar o poder desde a revolução, em 2003, e de ser responsável pela guerra com a Rússia, tendo as províncias rebeles da Abcássia e Ossétia do Sul como pano de fundo.
 
Quase um ano depois da guerra, e com Biden em Tbilissi, Moscovo advertiu que vai tomar medidas concretas para evitar o rearmamento da Geórgia, incluindo sanções contra os países que vendam equipamento militar.