Última hora

Última hora

Protestos no Quirguistão

Em leitura:

Protestos no Quirguistão

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de quirguizes sairam à rua para protestar contra aquilo a que chamam de fraude eleitoral. Até ao momento não há registo de qualquer incidente, mas as próximas horas não se adivinham tranquilas.

Um manifestante diz que houve fraude eleitoral nas presidenciais desta quinta-feira e pede a anulação do escrutínio. O principal candidato da oposição sustenta que as eleições são ilegítimas e pede à população para que se manifeste à semelhança do que aconteceu no Irão. Na véspera das presidenciais, as autoridades quirguizes mobilizaram centenas de agentes e proibiram qualquer tipo de manifestação após as eleições. Esta quinta-feira, a polícia terá usado a força para dispersar um grupo de manifestantes numa cidade da antiga república soviética. De acordo com a Comissão Eleitoral o chefe de Estado terá vencido o escrutínio com 89% dos votos. Kourman Bakiev chegou ao poder em 2005 na sequência da Revolução das Tulipas. Um protesto idêntico ao que a oposição procura agora pôr em marcha. Com apenas cinco milhões de habitantes, o Quirguistão, ocupa uma posição geográfica estratégica para países como os Estados Unidos, a Rússia e a China.