Última hora

Última hora

Tempestades matam na Europa Central

Em leitura:

Tempestades matam na Europa Central

Tamanho do texto Aa Aa

Mau tempo em várias regiões da Europa central provocou pelo menos nove mortos. Foi a queda de árvores que esteve na origem da maioria das vítimas mortais. Na Polónia, cuja região mais castigada foi a Baixa Silésia, o número de feridos ultrapassou os 50. Doze mil bombeiros tiveram de intervir em diversas operações de salvamento.

O temporal foi particularmente agressivo, na noite de quinta para sexta-feira, sobretudo em Wroclaw, no sudoeste, a quarta cidade mais populosa do país, com 650 mil habitantes. O vento arrancou telhados e derrubou postos de distribuição de energia eléctrica deixando muitas zonas privadas de electricidade. Um cenário semelhante foi registado também na República Checa, onde as autoridade locais deram conta da existência de uma vitima mortal. Praga, a capital, apresentava esta sexta-feira ruas desertas e uma actividade intensa de limpeza das vias, tráfego ferroviário foi interrompido devido à queda de arvores. Na Áustria, 18 distritos foram afectados por chuvas torrenciais e ventos fortes. A estradas inundadas levaram a uma paralisação parcial da circulação rodoviária. As autoridades austríacas declararam zona de catástrofe a cidade de Graz, a segunda maior do país, devido às inundações. Quatro mil habitações ficaram também privadas de electricidade região de Salzburgo.