Última hora

Última hora

Descida da temperaturas acalma fogos

Em leitura:

Descida da temperaturas acalma fogos

Tamanho do texto Aa Aa

A região italiana da Sardenha mantém ainda alguns incêndios activos, sendo, neste momento, a zona mais problemática, em toda a Europa.

As autorirdades já iniciaram o balanço que se cifra em dois mortos, uma área ardida de 15 mil a 25 hectares de floresta e prejuízos materiais da ordem dos 80 milhões de euros. O sul da Itália foi particularmete castigado. Na Secília ainda há focos de incêndio, assim como em Calabre e Basilicate. Uma fonte da Protecçao Civil de Roma disse que, na manhã deste domingo, foram recebidos oito alertas, um número muito inferior aos 40 verificados no sábado. Em França, os bombeiros concentraram esforços em Aullène, no sul da Córsega. Apoiados por meios áreos, tentam dominar um incêndio que deflagrou na quinta-feira e já devastou 3.500 hectares de floresta. São 400 bombeiros, oito aviões, sendo três Canadair, quatro Tracker e um Dash. Um esforço que as autoridades querem conjugar com a descida das temperaturas e o pouco vento, para, de uma vez, dominarem as chamas. Em Espanha, o momento é também de algum alívio. Uma fonte governamental disse que os incêndios, na sua maioria, estão controlados ou mesmo extintos. Apesar disso, mantém-se o alerta máximo. Ao longo da semana, o fogo matou seis bombeiros e consumiu 20 mil hectares de floresta. Na região de Aragão ainda existem três incêndios activos, mas as autoridades esperam dominar a situação, ao longo do dia.