Última hora

Última hora

Guiné-Bissau escolhe presidente

Em leitura:

Guiné-Bissau escolhe presidente

Tamanho do texto Aa Aa

Os eleitores da Guiné-Bissau vão às urnas, este domingo, para escolher o futuro presidente de um dos países mais pobres do mundo.

O eleito vai substituir Nino Viaeira, o presidente assassinado, em Março, por militares, em condições ainda não explicadas. À segunda volta destas presidenciais apresentam-se dois homens que já ocuparam a chefia do estado. De um lado, está o antigo presidente do parlamento e presidente interino do país, Malam Bacai Sanhá. do PAIGC. Parte como favorito, apesar de, em Janeiro de 2000, ter perdido a segunda volta, exactamente, contra Kumba Ialá. O lider do Partido Social não reune desta vez o favoritismo de outras alturas. Mas o facto de ser de etnia balanta, a mais populosa da Guiné-Bissau, pode causar alguma surpresa. Em 2000, Ialá não era apontado como favorito e acabou por vencer. Caiu depois, em 2003, na sequência de um golpe de Estado, liderado pelo general Correia Seabra, entretanto assassinado. As Nações Unidas e a comunidade internacional em geral esperam que o futuro presidente devolva estabilidade política à Guiné e acabe com os sobressaltos dos últimos 10 anos. Espera ainda do futuro presidente uma acção determnada contra o trafico de droga e de armas para os gerrilherios do Casamansa, acusação ciclicamente repetida, pelos países da região, especialmente, pelo Senegal.