Última hora

Última hora

Afeganistão: Grã-Bretanha reclama "êxito" na primeira fase da operação Garra de Pantera

Em leitura:

Afeganistão: Grã-Bretanha reclama "êxito" na primeira fase da operação Garra de Pantera

Tamanho do texto Aa Aa

Terminou a primeira fase da operação britânica ‘Garra de Pantera’ contra os rebeldes talibã no sul do Afeganistão.

A ofensiva foi lançado a 23 de Junho para expulsar os talibã do norte da província de Helmand, antes das eleições de 20 de Agosto. Três mil dos nove mil soldados que o Reino Unido mantem no Afeganistão participaram na operação. Acabada a primeira fase, é tempo de assegurar a segurança na região. Um soldado explica que as tropas britânicas estão a fazer o “controlo dos veículos”. Adam Brown diz ainda que o objectivo é “manter a área segura para os locais e para as tropas da Força Internacional de Segurança”. A Grã-Bretanha reclama o sucesso da operação no principal reduto talibã no Afeganistão, segundo as palavras do primeiro-ministro Gordon Brown. “O que fizemos foi tornar aquela região segura para cerca de 100 mil pessoas. O que fizemos foi travar os talibã e quebrar a corrente de terror que liga as montanhas do Afeganistão e do Paquistão às ruas da Grã-Bretanha”. O chefe da diplomacia britânica, David Miliband, estabelece agora como prioridade a reconciliação do governo afegão e os talibã menos radicais. A “Garra de pantera” causou a morte de pelo menos 20 soldados no último mês. Desde 2001, já morerram quase 200 militares britânicos no Afeganistão.