Última hora

Última hora

Espect'aculo de luminotécnica

Em leitura:

Espect'aculo de luminotécnica

Tamanho do texto Aa Aa

A pequena aldeia suiça de Vercorin está a viver um acontecimento cultural inédito. Uma pequena localidade de montanha que recebe a intervenção de Felice Varini.

O artista suiço desenhou circulos luminosos, numa parte das moradias de aldeia. É uma intervenção contemporânea, que assinala a primeira edição de R-Art, encontro dedicado a arte. É precio esperar pela noite, para que arte de Varini ganhe forma. É uma estranha projecção de luzes, em circulo, Uma luminosidade saída de um proejector gigante. “Eu nunca tinha trabalhado numa aldeia, em madeira, negra, misturada com a natureza. Encontrei aqui uma mistura entre as casas, as árvores e as montanhas, tudo muito inesperado”, diz Felice Varini. A obra do artista suiço, conhecido pelos seus trabalhos e a intervenções in situ, desenha-se pouco a pouco. Os fragmentos do círculo são materializados em folhas de alumínio, coladas directamente sobre as paredes e os tectos. A magia circular opera, a partir do enfoque que o artista usou para criar a obra, como ele próprio confessa: “A partir deste enfoque, eu construi formas geométricas simples que se reportam a cada elemento do conjunto, neste caso a aldeia. Depois, deixo esse enfoque em cada elemento de arquitectura, que deforma as minhas linhas”. Resultado: formas totalmente inesperadas e imprevisíveis. Um passo lateral é suficiente para ver as proposta que a intervenção faz, de uma multitude de outros enfoques. Vercorin oferece e convida a um jogo de circulos e fragmentos que evoluem, ao compasso de movimentos, de luzes e de perspectivas.