Última hora

Última hora

Michael Jackson: médico sob investigação

Em leitura:

Michael Jackson: médico sob investigação

Tamanho do texto Aa Aa

A morte do cantor Michael Jackson continua a dar que falar. As autoridades encarregues de investigar a morte do cantor afirmam que o médico pessoal lhe teria administrado um potente analgésico para o ajudar a dormir horas antes de ter sido descoberto sem vida.

Os investigadores acreditam que o analgésico estaria na origem da sua morte. No centro da controvérsia está o médico pessoal, Conrad Murray, alvo de investigação pelas autoridades desde a morte de Jackson a 25 de Junho. Um dos responsáveis pela investigação adiantou que o medicamento utilizado por Murray é normalmente apenas administrado em hospitais por pessoal devidamente qualificado. O advogado do médico afastou as acusações que apontam Murray como responsável pela morte de Jackson. Acredita-se que há dois anos que Michael Jackson utilizava este analgésico para dormir. Na semana passada, as autoridades efectuaram buscas numa clínica e num armazém, ambos de Murray, situados em Houston. Uma outra clínica situada em Las Vegas já havia sido igualmente investigada com vários materiais e registos apreendidos.