Última hora

Última hora

O último passo de dança de Merce Cunningham

Em leitura:

O último passo de dança de Merce Cunningham

Tamanho do texto Aa Aa

Merce Cunningham, o lendário coreógrafo e bailarino que revolucionou a dança moderna, morreu esta segunda-feira, em Nova Iorque, aos 90 anos. Considerado o melhor coreógrafo vivo e uma das figuras maiores da dança contemporânea, Cunningham era conhecido como o “Einstein” do bailado.

Em 1953 criou a sua própria companhia, a Merce Cunningham Dance Company, com a qual percorreu o Mundo, dirigindo cursos em numerosas escolas e universidades dos EUA. Com a sua companhia estreitou relações entre a dança, as artes plásticas e a música contemporânea. Exemplo disso foi a sua relação de 50 anos com o compositor John Cage, seu companheiro de vida e de trabalho. Nos últimos 20 anos, rendeu-se às novas tecnologias, e passou a desenvolver coreografias através de computador por considerar que assim podia ampliar as possibilidades criadoras. Apesar da idade avançada continuava a trabalhar, talvez por premonição estava a preparar a última digressão mundial da sua companhia no West Village de Nova Iorque, um programa que levaria à sua extinção.