Última hora

Última hora

Construtoras automóveis publicam prejuízos

Em leitura:

Construtoras automóveis publicam prejuízos

Tamanho do texto Aa Aa

A indústria automóvel continua a sofrer os efeitos da crise. Esta quarta-feira foi dia de várias construtoras, um pouco por todo o mundo, apresentarem resultados trimestrais.

A alemã Daimler, casa-mãe da Mercedes, perdeu pouco mais de mil milhões de euros no segundo trimestre do ano. Apesar dos números pouco animadores, este prejuízo ficou abaixo do que tinha sido previsto pelos analistas. Foi o terceiro trimestre consecutivo com as contas no vermelho. O grupo espera uma melhoria progressiva dos números no resto do ano. Outra grande construtora europeia, a francesa Peugeot-Citroen, teve também prejuízo no mesmo trimestre. O segundo maior grupo automóvel da Europa perdeu mais de 960 milhões de euros, durante o período. Mais pessimistas ainda são as previsões que apresentou – o grupo não antevê uma recuperação do sector antes do final de 2010. No Japão, foi dia de duas grandes construtoras, a Honda e a Nissan, apresentarem resultados. Ambas tiveram as contas no verde, com alguma surpresa, mas os números estão a descer. A Honda teve um lucro a caír 88% em relação ao ano passado, mas reviu em alta as previsões para o total do ano. O vice-presidente do grupo, Koichi Kondo, diz que é preciso haver uma recuperação no mercado norte-americano para que os números sejam melhores. A Nissan, detida em parte pela francesa Renault, publicou um prejuízo no último trimestre, apesar do lucro operacional. Para o total do ano, o grupo prevê também contas no vermelho, por culpa de uma descida nas vendas e de uma cotação do iene pouco favorável.