Última hora

Última hora

Moldavos votam em eleições antecipadas

Em leitura:

Moldavos votam em eleições antecipadas

Tamanho do texto Aa Aa

As legislativas antecipadas na Moldávia arrancaram sem incidentes. A convocação de eleições ocorre depois do Partido Comunista e da oposição terem falhado um acordo para eleger o sucessor do Chefe de Estado, obrigando, Vladimir Voronin a dissolver o Parlamento.

Cerca de 2,5 milhões de eleitores escolhem, esta quarta-feira, entre oito partidos políticos. As sondagens revelam além dos comunistas, quatro formações da oposição pro-europeias estão bem colocadas para conseguir obter o mínimo de 5% dos votos necessários para entrar no Parlamento A ex-república soviética procura pôr fim a uma crise política criada na sequência das eleições anteriores, altura em que a transparência do escrutínio foi posta em causa. As legislativas, acompanhadas por duas centenas de observadores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa estão a mobilizar uma grande parte da população. Um mulher diz que sempre votou e que hoje vai voltar a exercer o direito de voto “em prol da paz e do fim dos conflitos.”

O impasse político na Moldávia arrasta-se desde Abril, depois do Partido Comunista ter vencido as legislativas com cerca de 50% dos votos.

Um resultado contestado com violência nas ruas do país. Os edíficios governamentais foram saqueados perante a impassividade das forças policiais.