Última hora

Última hora

Washington e Pequim juntos no combate às alterações climáticas e à recessão

Em leitura:

Washington e Pequim juntos no combate às alterações climáticas e à recessão

Tamanho do texto Aa Aa

Estados Unidos e China concluíram dois dias de diálogo estratégico com um memorando onde se comprometeram a intensificar a cooperação em matéria de alterações climáticas, energia e ambiente.

O documento assinado em Washington pelos dois maiores poluidores mundiais não estabelece no entanto metas, nem limites para as emissões de CO2. A secretária de Estado, Hillary Clinton, sublinhou que o memorando “estipula o compromisso com a obtenção de um entendimento internacional de sucesso acerca das alterações climáticas e vai expandir a cooperação para acelerar a transição para uma economia sustentável de baixo consumo de carbono”. Washington e Pequim concordaram também que devem liderar a recuperação económica mundial. A China comprometeu-se com a liberalização da sua economia e com o reforço do consumo interno, enquanto os Estados Unidos querem promover a poupança e o investimento. A questão espinhosa da desvalorização da moeda chinesa face ao dólar ficou em segundo plano, num encontro onde a palavra de ordem era “concordância”.