Última hora

Última hora

Inquérito sobre guerra do Iraque começa na Grã-Bretanha

Em leitura:

Inquérito sobre guerra do Iraque começa na Grã-Bretanha

Tamanho do texto Aa Aa

O tão esperado inquérito sobre as circunstâncias que levaram à guerra do Iraque começa hoje, na Grã-Bretanha.

Depois de um aceso debate sobre o carácter público ou privado dos trabalhos, Gordon Brown encarregou o responsável pela comissão de decidir. Sir John Chilcot optou por tornar públicos os trabalhos, excepto quando estejam em causa questões de segurança nacional e explicou: “O inquérito não é um tribunal e ninguém vai estar perante a justiça, mas quero deixar uma coisa clara: esta comissão não se vai impedir de tecer críticas. Se concluirmos que há coisas que não foram feitas da melhor forma, vamos dizê-lo francamente… Considero que, tanto quanto possível, as investigações devem ser públicas, para que possamos compreender realmente o que se passou e recolher os ensinamentos necessários para o futuro, mas reconhecemos que algumas sessões terão que ser privadas”. A oposição fez imensa pressão sobre o governo e, apesar de alguns trabalhistas próximos de Tony Blair – o primeiro-ministro que deu luz verde à intervenção militar – defenderem um inquérito privado, Gordon Brown foi obrigado a ceder. A oposição conservadora e liberal contesta ainda o facto de a comissão não integrar nenhum elemento com experiência em questões militares e serviços secretos. O facto de o governo querer publicar o relatório só depois das eleições, previstas para Julho de 2010, está também a gerar fortes protestos.