Última hora

Última hora

Manifestações no Irão reprimidas

Em leitura:

Manifestações no Irão reprimidas

Tamanho do texto Aa Aa

A polícia iraniana dispersou à bastonada centenas de pessoas, que prestavam homenagem às vítimas das manifestações pós-eleitorais. Dezenas acabaram por ser detidas.

No cemitério situado nos arredores de Teerão estariam, segundo fontes locais, cerca de 2000 pessoas que gritavam palavras de apoio a Mir Hussein Moussavi. O principal candidato da oposição tentou aproximar-se da campa onde está sepultada jovem que se viria a tornar símbolo dos protesto, mas foi obrigado a abandonar o local. Medhi Karoubi, outro líder da oposição foi travado pelas polícia anti-motim à entrada do cemitério. No centro de Teerão, cerca de 3000 manifestantes estarão, segundo as últimas informações, a ser reprimidos pelas autoridades iranianas. A onda de violência terá começado depois dos manifestantes terem avançado com uma homenagem às vítimas dos confrontos pós-eleitorais, que tinha sido proíbida. Esta quinta-feira, assinalam-se 40 dias sobre a morte de Neda, a jovem estudante morta a tiro a 20 de Junho durante uma manifestação contra a reeleição do chefe de Estado.