Última hora

Última hora

Modávia: aliança ameaça destronar comunistas

Em leitura:

Modávia: aliança ameaça destronar comunistas

Tamanho do texto Aa Aa

A Moldávia pode vir a ser governada por uma coligação. Os resultados parciais das legislativas mostram que juntos os quatro partidos da oposição estão em condições de destronar o partido do poder.

Depois de contados 97% dos votos, os comunistas surgem na frente com cerca de 45%. Mas uma aliança entre os partidos pró-europeus é suficiente para acabar com as aspirações do movimento liderado pelo Presidente moldavo. As últimas informações revelam que os liberais democratas vão eleger 17 deputados, mais dois que o Partido Liberal. Segue-se o Partido Democrático com 13 e a Aliança da Moldávia com oito. Um analista político defende que “vai haver uma tentação irresistível para os partidos da oposição unirem forças e isolarem os comunistas no Parlamento”. Segundo Vladimir Socor “as formações que não integrem este bloco podem ser pressionadas pelo próprio eleitorado a seguir a tendência, ou seja, a isolar o Partido Comunista e a mudar o governo.” Juntos os quatro principais partidos da oposição reúnem 53 dos 101 assentos parlamentares. Números que permitem assumir as rédeas do governo, mas que continuam a impedir a eleição do sucessor do actual chefe de Estado.