Última hora

Última hora

Talibã apelam ao boicote

Em leitura:

Talibã apelam ao boicote

Tamanho do texto Aa Aa

Os talibã ameaçam boicotar as eleições presidenciais e provinciais afegãs. Num comunicado divulgado através da internet, os extremistas apelam à população para que impeça a realização do escrutínio agendado para dia 20 de Agosto e se junte à Jihad.

Na mira do grupo radical estão, também, os cerca de 90.000 soldados estrangeiros no território. A posição dos talibã é conhecida três dias depois do Presidente afegão ter exortado à participação dos eleitores e ao fim da violência. A missão da ONU no terreno prevê dificuldades em organizar o escrutínio em algumas zonas do país. A falta de estruturas e a violência são os principais obstáculos. Os observadores locais e internacionais alertam para aqueles que consideram ser as maiores ameaças à transparência do processo: a corrupção e a falta de segurança. A campanha eleitoral decorre a par da ofensiva levada a cabo pelas forças da coligação lideradas pelos Estados Unidos Os ataques suicidas na província de Helmand provocaram nas últimas 24 horas, oito mortos e vários feridos.