Última hora

Última hora

Bruxelas patrocina modernização do sector energético ucraniano

Em leitura:

Bruxelas patrocina modernização do sector energético ucraniano

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia chegou a um acordo com a Ucrânia para evitar uma nova crise do gás no próximo Inverno.

Kiev vai receber nos próximos dois anos mais de 1,7 mil milhões de euros de fundos internacionais para reformar a rede de armazenagem e distribuição por onde circula 80% do gás russo fornecido à Europa. O empréstimo vai permitir a Kiev pagar a factura de gás a Moscovo, em Agosto, uma dívida que está na origem das crises precedentes entre os dois países. Para o porta-voz da Comissão Europeia, “o acordo que resulta da colaboração da Comissão com várias instituições financeiras internacionais, reduz significativamente a possibilidade de futuras crises no abastecimento de gás russo à União Europeia”. Bruxelas consegue assim arrecadar mais de 1,7 mil milhões de euros de financiamento para a Ucrânia, ao longo de dois anos, comparticipados pelo Banco Mundial e pelo Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento. Em contrapartida, o governo ucraniano compromete-se a reformar a companhia nacional de gás e a aumentar o preço do gás a nível nacional, de forma a poder pagar o preço de mercado exigido por Moscovo, superior àquele fixado para os países aliados da Rússia.