Última hora

Última hora

Maiorca continua vigiada

Em leitura:

Maiorca continua vigiada

Tamanho do texto Aa Aa

Uma operação policial sem precedentes continua activa na ilha de Maiorca após o atentado que causou a morte de dois elementos da guarda civil.

A polícia investiga agora a tentativa de roubo de uma carrinha branca, um modelo idêntico ao utilizado pelos etarras nos atentados de Burgos. Dois jovens que fugiram num Opoel com matricula falsa de San Sebastian estão a ser procurados pela polícia. A bomba deflagrou numa zona turística, próximo do local onde os reis de Espanha passam férias, o que não impediu a vinda da família real. As autoridades consideram provável que os autores do atentado tenham saído da ilha antes da deflagração. Cerca de 1600 agentes da polícia e da Guarda Civil continuam a participar numa grande operação de segurança e a controlar as identidades de todas as pessoas que deixam a ilha de avião ou de barco. Mas as buscas e o estado de alerta mantêm-se.