Última hora

Última hora

Suíço UBS chega a acordo com os EUA

Em leitura:

Suíço UBS chega a acordo com os EUA

Tamanho do texto Aa Aa

O governo norte-americano e o banco suíço UBS chegaram a um acordo sobre um caso de evasão fiscal que põe em causa o segredo bancário. O entendimento resultou de um encontro entre a secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton e a homóloga suíça Micheline Calmy-Rey a semana passada.

As autoridades norte-americanas pediam que o banco revelasse os nomes de 52.000 clientes americanos suspeitos de fuga ao fisco. Perante a recusa do banco helvético, Washington ameaçava com uma pesada multa que poderia, segundo a imprensa suíça ser de três a cinco mil milhões de dólares.

O acordo de princípio prevê que o UBS revele os nomes de apenas 4.500 a 5.000 titulares de contas, suspeitos de terem escondido do fisco americano as quantias mais elevadas. Resta saber se o banco recupera alguma da confiança perdida numa altura em que é abalado por perdas no mercado hipotecário. A Suíça acredita que, com o acordo alcançado, o país preserva a imagem de fiel defensor do sigilo bancário que desde há muito lhe é associada.