Última hora

Última hora

Incêndios nas Canárias devastam mais de 1500 hectares de floresta

Em leitura:

Incêndios nas Canárias devastam mais de 1500 hectares de floresta

Tamanho do texto Aa Aa

Os ventos fortes e temperaturas altas continuam a propagar os incêndios que lavram no Sul da Europa.

Na ilha de Palma, nas Canárias, mais de quinhentos bombeiros tentam controlar um incêndio que lavra desde sexta-feira e que já devastou mais de 1500 hectares de floresta, tendo desalojado 4 mil pessoas. A melhoria das condições metorológicas permitiu esta noite circunscrever uma das três frentes do incêndio. Mas as chamas continuam a ameaçar o parque natural de Cumbre Vieja, no centro da ilha. O primeiro-ministro espanhol visitou ontem as zonas sinistradas para anunciar um plano de ajuda à população mais afectada. Cada família afectada vai receber até 8500 euros de indemnização, tendo garantido o realojamento dos refugiados às custas do estado. Em Fuencaliente, uma das zonas mais afectadas, um habitante mostra as ruínas da casa após a passagem das chamas. O presidente da câmara da localidade afirma que, “uma imagem vale mais do que mil palavras, Fuencaliente não é mais do que terra queimada, não ficou nada de pé”, afirma. Em apenas duas semanas, mais de 45 mil hectares de terrenos arderam em Espanha, quase o dobro da aérea consumida durante o ano de 2008. A polícia deteve ontem duas pessoas acusadas de atearem o incêndio que consumiu 500 hectares de floresta na região de Aragão.